O tema de hoje está relacionado com o jogo e o que ele trás de positivo para o desenvolvimento de uma criança.

 

Brincar é a principal fonte de prazer das crianças, é importante estabelecer ligações com o nosso corpo e o movimento, pois este é o nosso campo de acção. É através destes movimentos que aprendemos a utilizar o corpo, através do movimento, brincar a aprender, mexer a brincar. A motricidade infantil postula a interacção entre as possibilidades fisiológicas, motoras e mentais de cada criança. Um professor no momento em que aplica os principais objectivos a ter em conta durante o desenrolar de uma actividade durante uma aula, é necessário ter-se em conta um suporte base de determinadas regras, que inicialmente deveram ser definidas. É importante estabelecer objectivos e regras no âmbito da motricidade infantil, estas normas são implantadas de acordo com as finalidades bem definidas, relacionada com a educação. O jogo na actividade física está relacionado com a acção mental e física da criança, que favorece tanto desenvolvimento pessoal como a sociabilidade, de forma descoberta de si mesmo, da possibilidade de experimentar, de criar de transformar o mundo. Há aspectos que deverá ter-se em conta durante as relações que a criança estabelece com o meio envolvente. Para tal, é importante ter-se em conta os campos mais relevantes a ter em conta durante a intervenção numa aula de motricidade.

 

 

 

O que acontece durante um jogo com crianças? Aos olhos de um educador, acontecem várias coisas que são importantes aquando a realização destes jogo como: a assimilação e apropriação da realidade humana, construção de hipóteses, elaboração de soluções para problemas, enriquecimento da personalidade. Os espaços de jogo e recreio como os parques infantis e outras áreas destinadas à actividade lúdica das crianças de uso colectivo não podem pôr em perigo a saúde e segurança das crianças. É necessário vigiar sempre as crianças quando brincam com este tipo de equipamento, tal acontece nas aulas de educação física. È importante estar sempre atento às acções realizadas pelas crianças, pois estas por vezes não muito previsíveis.

Por isso, ajudem no desenvolvimento dos seus filhos, netos, sobrinhos ou primos, de forma a que a criança cresça saudavelmente e que consiga posteriormente saber estar em sociedade. Brinque com os seus filhos, ajude-os e ensine a que eles sejam alguém.

 Com os melhores cumprimentos e brincadeiras,

Filipa

Anúncios

‘ Pega num papel e deixa que a tua imaginação tome conta de ti ‘

É possível através do desenho que uma criança faça, conseguir analisar o seu carácter, a sua personalidade, e as necessidades que ela poderá sentir. Através do desenho consegue-se descobrir alguns motivos para aos quais muitas vezes aparentamente não serão visíveis. Por isso, hoje deixo-vos com várias informações que poderão ser úteis para a compreensão dos desenhos dos seus filhos, netos, sobrinhos, primos, fazendo com que consiga  aos poucos perceber o que se passa com as crianças que a rodeiam.

A criança nos primeiros anos de vida não elabora desenhos representativos, faz rabiscos, mas com o passador dos tempos progressivamente as formas vão signitivamente adquirir forma. Num ponto de vista psicológico podemos explorar pequenos detalhes relativos ao temperamento que mais tarde terá um sentido bastante relevante na vida de uma criança. Os primeiros contactos que a criança tem com o lápis e o papel serão explorados e muito condicionados pelas limitações visuo-motora que a criança possui.

No segundo ano a criança já é capaz de ir dando forma aos seus rabiscos. Tratam-se de linhas incoerentes, mas já se consegue observar linhas e formas com contornos. É importante que a criança conheça as cores, tenha oportunidade para as usar. Nesta fase já é possível distinguir algumas características do temperamento da criança. Entre os dois e três anos de vida, a criança já é capaz de desenhar círculos, criar formas por exemplo de nuvens. Nesta idade os desenhos já têm alguma parecença com objectos, ou figuras humanas, mas impossível de conseguir criar detalhes regulares.

 

Aos três anos as primeiras formas começam a aparecer, e já se consegue identificar e diferenciar o que são os objectos e as pessoas. O desenho, já terá uma intenção de comunicar, situações, emoções. Muitos dos objectos que são desenhados estão relacionados com os brinquedos que a criança possui à sua volta. Entre os três e quatro anos a criança já consegue esboçar uma figura humana com pernas e cabeça a uma figura mais completa em que já eles foram incorporados o corpo e os braços. Frequentemente a cabeça não aparece proporcional  de acordo com o resto do corpo.

 

 Aos cinco anos, já se observa estruturas cognitivas bastante significativas que amadurecem o desenho.  A cabeça, o corpo algumas extremidades já começam a aparecer, é habitual que na figura humana surja o cabelo.

Significados de alguns desenhos:

Árvore: Refere-se ao físico, emocional e intelectual da criança, Quando o tronco da arvore é alto e largo, revela que seu filho tem muita força para conseguir superar os  problemas. Quando o tronco estiver pequeno e estreito, revela vulnerabilidade às complicações. Se houver excesso de folhas, a criança tem grande ocupações talvez em excesso. Se houver poucas folhas, e galhos a criança poderá sentir-se triste.

Casa: Se o desenho de uma casa e esta for grande, demonstra grande emotividade, se for uma casa pequenina demonstra que é uma criança retraída.

Barco: Ao desenhar um barco significa que a criança adapta-se facilmente aos imprevistos. Caso desenhe Barcos grandes, demonstra que a criança não gosta de mudanças e aprecia ter controlo da situação, se o barco for pequeno demonstra que é criança sensível, e tem grande intuição.

Flores: Se no desenho estiver flores significa que a criança encontra-se alegre e feliz.

Espero que estas informações tenham sido úteis.

Com os melhores comprimentos,

Filipa

MileumaCor

Fevereiro 26, 2010

‘ Que o teu mundo seja repleto de MileumaCor… ‘

 

Olá,

Foi-me proposto nas aulas de tic fundar um blog, que contivesse vários post’s relacionados com um tema à nossa escolha. Estou no curso de Educação Básica na Escola Superior de Educação de Viseu, tentando ser educadora de infância, deste modo o blog que hoje crio estará relacionado com variadas temáticas de acordo com o mundo das crianças. O objectivo que me foi proposto inicialmente era criar cerca de 15 post durante este segundo semestre, espero conseguir faze-lo, contribuindo com informações adjacentes de acordo com o mundo MileumaCor a que as crianças pertencem.

Com os melhores cumprimentos,

Filipa